CNP começa nova fase agora com ensino superior

por Sofia Rodrigues Lampert publicado 17/04/2018 15h35, última modificação 18/04/2018 11h57
Teve início, nesta segunda-feira, dia 16, o curso de Agronomia do Campus Novo Paraíso do IFRR

O sul do Estado de Roraima, região que tem vocação natural para  pecuária e  agricultura, há dez anos recebeu o Campus Novo Paraíso (CNP), unidade de ensino tecnológico, que teve início com os cursos técnicos em Agricultura e em Agropecuária. Na tarde desta segunda-feira, dia 16, começaram as atividades do curso superior de Agronomia, principiando uma nova fase de investimento na educação e na capacitação dos jovens do município onde o campus está inserido e dos municípios do entorno, além da Capital, Boa Vista, e até do vizinho Estado do Amazonas. 

Dra. Sônia Sena Alfaia, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa-AM, ministrou a palestra da aula magna.

 

A Aula Magna ocorreu na biblioteca da unidade e foi ministrada pela doutora Sônia Sena Alfaia, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa-AM), que tratou do tema “Agricultura Familiar e Sustentável no Contexto Amazônico”. A palestrante disse que se sentia honrada com o convite para iniciar a turma de futuros agrônomos. “Eu conheço o norte de Roraima, onde realizei trabalhos de pesquisa, e vamos falar de Amazônia, agricultura familiar e sustentável, porque vivemos numa região muito complexa. Repassar um pouco da nossa experiência de pesquisadora da Amazônia é gratificante”, concluiu.

Savio Ferreira é egresso do ensino médio técnico e agora vai cursar o superior em Agronomia. Ele diz que é uma satisfação voltar para o campus para cursar o ensino superior. “Aqui nós temos esta estrutura de qualidade, e a oportunidade que o IFRR oferece para os seus alunos foi o que me levou a lutar para voltar e continuar os estudos aqui mesmo. Sinto-me muito feliz. O ensino técnico já é uma grande oportunidade e agora, com o superior, nós, aqui da região, temos a oportunidade que é difícil até para mensurar”, finalizou. 

Savio Ferreira, um dos novos alunos do curso de Agronomia do CNP-IFRR.

O diretor-geral do CNP, Eliezer Nunes Silva, frisou que a unidade está cumprindo a sua missão e o compromisso assumido com a comunidade dos municípios do sul de Roraima. “Esta é nossa resposta, dando um presente de futuro para vocês e suas famílias, porque cada cidadão que mora aqui acredita no nosso projeto. Aos servidores técnicos e aos professores, que se dedicaram e acreditaram nesse projeto do curso superior, o meu muito obrigado e parabéns”, finalizou.

A reitora do IFRR, Sandra Mara de Paula Dias Botelho, parabenizou os acadêmicos e disse que eles agora fazem parte de mais 1 milhão de alunos da Rede Federal de Educação Profissional Tecnológica. “Sabemos que seria difícil para alguns de vocês sair daqui para estudar em Boa Vista. Hoje temos a grata satisfação de trazer esse curso superior por meio da expansão e da interiorização da Rede Federal. Aproveitem, porque o tempo passa rápido e, daqui a pouco, vocês vão estar no mercado de trabalho contribuindo para o desenvolvimento da região, do estado e do Brasil”, finalizou.

Reitora do IFRR, Sandra Mara Botelho, participou da aula inaugural.

Participaram do evento de acolhimento dos 35 alunos do novo curso a pró-reitora de Ensino do IFRR, professora Sandra Grutzmacher, o diretor-geral do Campus Amajari (CAM), George Steferson Barros, e a professora Raimunda Rodrigues, que representou o Campus Boa Vista (CBV). Representantes da comunidade, familiares dos alunos e professores, além de outros convidados, também estiveram presentes à solenidade.

Na mesma tarde, encerrando a cerimônia, a reitora Sandra Mara e alguns alunos fizeram o plantio de uma maçaranduba, árvore típica da Região Amazônica que, por sua resistência,  é símbolo da madeira de lei.  

 

Nenzinho Soares
Ascom/ Reitoria
17/4/2018          
« Agosto 2018 »
month-8
Se Te Qu Qu Se Sa Do
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2
  

Guia de Recolhimento da União